tv semana grupo semana
     

PUBLICIDADE

Notícias
Por que combustível em Caratinga é mais caro?
Data publicação 12/11/2018
Há muito e muitos anos, os proprietários de postos de abastecimento de combustível de Caratinga, valendo-se da inércia do Procon e da Promotoria de Defesa dos Direitos do Consumidor, têm zombado dos consumidores locais, através da implantação de um sistema de “equiparação de preços” entre os estabelecimentos, praticando os preços mais elevados da região, não acolhendo as reduções de preços estabelecidas pela Petrobras.
 
O esquema
No sistema de cartelização de preços implantado em Caratinga, os proprietários dos postos de abastecimento se reúnem e estabelecem os preços dos combustíveis a serem praticados por todos, sempre mais elevados que os preços dos postos de outras cidades, com diferenças irrisórias entre eles, muitas vezes estipuladas em frações de centavo. Por exemplo: enquanto o litro de gasolina está sendo vendido no posto “A” por R$ 5,199, no posto “B”, o preço do produto é de R$ 5,198 ou R$ 5,197.
 
Com isso, a reduzidíssima diferença dos preços dos combustíveis entre os postos de Caratinga, além de não provocar a concorrência entre eles, ainda lhes garante uma lucratividade acima do que ocorreria se não tivessem acordado a “equiparação de preços”, na verdade, a cartelização.
 
Deboche
No início da semana passada, os preços da gasolina nos postos de Caratinga variavam entre R$ 5,15 e R$ 5,199. Devido à reclamação, encabeçada por matéria publicada pelo jornal A Semana, em sua página do Facebook e em seu portal de notícias, os proprietários dos postos se reuniram na segunda-feira, 05, e decidiram reduzir seus preços em irrisórios 10 centavos de Real, ação que pareceu mais um deboche com o consumidor, e, na sexta-feira,09, até o fechamento da edição, alguns estabelecimentos haviam baixado mais 10 centavos no valor do litro da gasolina.
 
Como vale lembrar, nas últimas semanas, a Petrobras tinha anunciando sucessivas reduções no preço da gasolina que, na semana anterior,  já totalizavam 12%. Além disso, na última segunda-feira, mesmo dia no qual os proprietários dos postos de Caratinga aplicaram a “generosíssima” redução de R$ 0,10 ao preço do litro da gasolina, a Petrobras anunciava uma nova redução de 6,35% no preço do combustível nas refinarias.
 
Um questionamento sempre feito pelo jornal A Semana é quanto as grandes diferenças de preços verificadas entre postos de Caratinga e de outras cidades, mesmo ambos sendo do mesmo grupo. Enquanto um posto de Caratinga vendia a gasolina a R$ 5,15, em um posto da mesma rede localizado em outra cidade, o produto era vendido a R$ 4,72, uma diferença de R$ 0,42 por litro.
 
Um proprietário de posto de abastecimento local, em contato com o jornal A Semana, alegou que essa diferença se deve ao frete, pelo fato de Caratinga estar mais distante da distribuidora. Porém, segundo ele mesmo informou, a diferença de frete gira em torno de 20 centavos a mais por litro. Mesmo assim, o preço de Caratinga estaria 22 centavos mais caro.
 

FALE CONOSCO
grupoasemana@gmail.com
333322-1212
RUA JOAO DA SILVA ARAUJO, Nº 8 - SL304
CENTRO | CARATINGA-MG


Copyright JORNAL A SEMANA - © 2018 - Todos os direitos reservados.