tv semana grupo semana
     

PUBLICIDADE

Notícias
PMC promove encontro regional para discutir crise
Data publicação 06/08/2018
Diante aos sucessivos atrasos do Governo do Estado no repasse das verbas obrigatórias aos municípios mineiros, situação que tem gerado prejuízos à prestação de serviços à população, a Prefeitura de Caratinga estará realizando, na terça-feira, 07, o Fórum Emergencial, para o qual foram convidados prefeitos e demais lideranças políticas dos municípios da região.
 
De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Caratinga, todos os municípios do Leste de Minas que sofrem com a falta de repasse de verbas por parte do Governo, entre as quais Bom Jesus do Galho, Entre  Folhas, Imbé de Minas, Inhapim, Santa Bárbara do Leste, Santa Rita de Minas, São Domingos das Dores, São Sebastião do Anta, Ubaporanga, Vargem Alegre e Vermelho Novo. 
Ainda segundo a assessoria, o objetivo do prefeito de Caratinga, Welington Moreira de Oliveira, o Dr. Welington, é discutir os impactos que a falta dos repasses tem causado aos município e estabelecer uma forma de cobrar um posicionamento do governador Fernando Pimentel, diante às graves necessidades enfrentadas pelas administrações municipais, que têm levado muitas cidades a reduzir e, até mesmo, suspender programas e serviços.
 
Como ressalta Dr. Welington, a dívida do Governo de Minas com a Prefeitura de Caratinga já ultrapassa R$ 21 milhões, uma situação insustentável que tem colocado em risco a prestação de serviços essenciais.  
 
Como informa o governo municipal, algumas atividades estão sendo prejudicadas e as demandas estão ficando cada vez mais acumuladas, especialmente, na área da Saúde, que tem sofrido os maiores prejuízos. O valor dos repasses em atraso para o setor já é superior a R$15,5 milhões.
 
Outros setores entre os mais prejudicados são as secretarias de Educação e de Assistência Social. Os setores têm sido afetados negativamente pelos atrasos nos repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA)  e do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). 
 
Como esclarece Dr. Welington, os Fóruns Emergenciais fazem parte de um movimento contínuo e crescente, que define medidas a serem tomadas para evitar a instalação de um caos que compromete o atendimento das necessidades essenciais à população.
 
O evento também busca o posicionamento do Governo do Estado que, além de não estar repassando as verbas obrigatórias, também está retendo recursos regulares que o município precisa receber para manter suas atividades e atender a demanda cada vez mais acumulada.
 

FALE CONOSCO
grupoasemana@gmail.com
333322-1212
RUA JOAO DA SILVA ARAUJO, Nº 8 - SL304
CENTRO | CARATINGA-MG


Copyright JORNAL A SEMANA - © 2018 - Todos os direitos reservados.