tv semana grupo semana
     

PUBLICIDADE

Notícias
Confirmado: Pedro Leitão disputará uma cadeira na Câmara dos Deputados
Data publicação 09/04/2018
Há pouco mais de um ano a frente da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Pedro Leitão deixou o cargo nesta semana para participar das eleições de 07 de outubro como candidato a deputado federal. Em entrevista exclusiva ao Jornal A Semana, ele faz um balanço de seu trabalho à frente da pasta, fala sobre sua decisão pela candidatura e apresenta as bandeiras que defenderá durante a campanha. Embora ele tenha recebido convites para se filiar a outros partidos, ele preferiu continuar no Partido Verde (PV).
 
Avanços na agropecuária mineira
Falando sobre o trabalho desenvolvido como secretário de Estado, entre os progressos do setor agropecuário em Minas Gerais, Pedro Leitão cita a integração da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) ao Sistema Agricultura, que fez o setor ganhar destaque no cenário estadual.  “Hoje, a agricultura é responsável por quase um terço do PIB de Minas Gerais, e é graças a um trabalho coletivo do Sistema Agricultura. O setor mais bem avaliado no Estado é a Agricultura. Embora enfrentando a falta de recursos, o Governador sempre apoiou nossas ações e reconheceu o nosso trabalho”.
 
Ele também chama atenção para os avanços em políticas públicas de incentivo ao produtor. “Durante o período em que estivemos à frente da Secretaria podemos destacar os programas de certificação; mapeamento do parque cafeeiro mineiro; programa de melhoramento genético dos gados de leite, através do programa Minas Pecuária; a criação da câmara técnica do mel; revitalização das nascentes do Rio São Francisco; pró-genética; reforma dos mercados; além da comissão para o debate sobre o preço de referência do leite, entre outros. Todo esse esforço em criar políticas públicas teve o objetivo de melhorar a vida das pessoas que trabalham no campo, pessoas responsáveis pelos números positivos que Minas Gerais apresenta diante da atual crise que estamos passando”.
 
Planos futuros
Questionado sobre seus próximos passos, Pedro Leitão falou sobre o processo que resultou em sua candidatura a deputado federal. “Depois de refletir muito e conversar com minha família e outras pessoas, resolvi aceitar o desafio e colocar o meu nome à disposição para concorrer a deputado federal no próximo pleito. Recebi muito incentivo, também, do presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Adalclever Lopes, que me indicou ao cargo de Secretário e que hoje tem reconhecida habilidade de diálogo e articulação, além do apoio do governador Fernando Pimentel e do Governo, para que possa ser um representante da nossa região e construir uma candidatura de renovação”.
 
Mesmo com o crescente descrédito da população com a classe política, Pedro Leitão acredita que esse momento de revolta pode gerar um espírito de renovação para a velha política praticada no Brasil. “Esse movimento de revolta pode gerar boas coisas. Uma delas é a renovação da política, não só com nomes novos, mas também com a valorização de uma nova forma de fazer política. Uma política que permita a participação das pessoas dentro de um diálogo sincero, que busque avanços reais, sem enrolação. Acredito que a população está mais amadurecida e exigente quanto ao processo de escolha de seus candidatos. Os candidatos devem estar preparados para uma população que deseja mudança e uma nova forma de política”. 
 
Entre as bandeiras defendidas por Pedro Leitão estão a Agricultura, a Educação, o Meio Ambiente e a Juventude, destacando a falta de perspectiva que atinge muitos jovens. “Uma questão que me motiva a trabalhar é  a possibilidade de criar oportunidades para as pessoas, especialmente para a juventude. A violência, as drogas e a morte de jovens estão relacionadas à falta de perspectivas. Quanto mais oportunidades e projetos pudermos criar, menos jovens vamos perder para as drogas e a violência. E, para gerar possibilidades de trabalho para as pessoas, é preciso articular o poder público, a iniciativa privada e as lideranças locais, no sentido de fazer as coisas acontecerem com incentivos e projetos.
 
Quanto à busca de parcerias, tanto para a campanha quanto para o possível mandato, Pedro reforça que é através do diálogo que elas serão construídas. “Estamos ouvindo as pessoas e buscando construir parcerias que visam o fortalecimento da região. A candidatura é uma forma de aglutinar interesses do bem, que buscam o desenvolvimento da região. Até o momento, eu estava focado no trabalho da Secretaria de Agricultura, mas, a partir de agora, vou poder me dedicar a identificar pessoas interessadas em fazer parte deste movimento de renovação política na região”.
 
Sobre uma futura candidatura a prefeito de Caratinga, em 2020,  Pedro Leitão afirma que o momento é de se descobrirem novas lideranças, em busca de um bem comum para a cidade. “Acredito que a candidatura pode revelar novas lideranças em Caratinga. Mais importante do que pensar em candidatura é formar, desenvolver e revelar lideranças que possam fazer da política um instrumento de desenvolvimento regional e geração de oportunidades que melhorem a vida das pessoas”.

FALE CONOSCO
grupoasemana@gmail.com
333322-1212
RUA JOAO DA SILVA ARAUJO, Nº 8 - SL304
CENTRO | CARATINGA-MG


Copyright JORNAL A SEMANA - © 2018 - Todos os direitos reservados.