tv semana grupo semana
     

PUBLICIDADE

Notícias
Sávio Souza Cruz fala sobre apoio ao HNSA
Data publicação 13/11/2017
Sávio confirmou que verba especial para Hospital atendeu pedido de Adalclever Lopes
Em entrevista exclusiva concedida ao diretor executivo do jornal A Semana, Carlos Roberto Carraro, o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Sávio Souza Cruz, esclarece sobre as iniciativas que vêm sendo tomadas pelo Governo de Minas, visando contribuir para que o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora possa sair da crise financeira pela qual a instituição passa.
 
A SEMANA: Quem foi o responsável pela convocação da reunião ocorrida no dia 27 de outubro, em Belo Horizonte, para discutir a situação do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora e buscar soluções para seus problemas? 
 
SÁVIO: A reunião foi convocada pelo deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Adalclever Lopes, para dar continuidade às discussões que se iniciaram numa reunião anterior, também convocada por ele. A primeira reunião aconteceu no Palácio da Liberdade, e contou com a minha presença e ainda com as presenças do governador Fernando Pimentel, que tem acompanhando e apoiado todo o processo, do secretário-adjunto de Estado de Saúde, Nalton Moreira, e de toda a equipe de subsecretários da Secretaria de Estado de Saúde (SESMG) e dos técnicos responsáveis diretamente pela gestão hospitalar.
 
A SEMANA:  Em Caratinga, tem sido divulgado que, como fruto da reunião de Belo Horizonte, o Governo do Estado estará repassando a cada mês recursos no valor de R$ 500 mil para o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora. Tal informação procede?
 
SÁVIO:  Na reunião, ficou definido o repasse dos recursos, compostos pelos valores já recebidos pelo hospital e adicionados os R$ 500 mil mensais, totalizando um investimento anual superior a R$ 9 milhões. Nos primeiros dois meses, os repasses serão custeados por emenda parlamentar, no valor de R$ 1 milhão, de autoria do deputado Adalclever Lopes. A partir do terceiro mês os recursos serão repassados pela SES-MG. É importante ressaltar que o repasse mensal é fruto de uma resolução da SES-MG, e que Caratinga é a única cidade beneficiada com esta medida, atendendo solicitação feita pelo deputado Adalclever Lopes.
 
A SEMANA:  Quais ações foram tomadas pela SESMG em benefício do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora após a reunião do dia 27?
 
SÁVIO:  Após a reunião realizada no dia 27, a SES vem prestando todo apoio técnico ao hospital e trabalhando nos preparativos para operacionalização do repasse dos recursos. É importante ressaltar ainda outro importante fruto produzido pela reunião do dia 27, que foi a união dos 13 municípios da região, que irão contribuir com R$ 1,00 per capita com o hospital. Todas essas medidas irão fortalecer a saúde da região, beneficiando uma população de mais de 200 mil habitantes. 
 
A SEMANA: Quais outras iniciativas foram tomadas pela SES-MG, neste ano, em prol  ao Hospital de Caratinga?
 
SÁVIO:  O hospital recebe repasses regulares dos programas da SES-MG, como o Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais SUS/MG (Componente Pro-Hosp Incentivo) e o Rede Resposta. Além desses repasses, o estado vem prestando todo apoio técnico necessário ao hospital para que ele melhore sua gestão e apresente resultados positivos à população. Fruto desse apoio foi que, a meu pedido e por minha orientação, o subsecretário de Políticas e Ações de Saúde da SES, Homero Filho, e a superintendente Regional de Saúde, Débora Roland Cabral, e sua equipe técnica realizaram visita recente ao hospital no sentido de coletar as necessidades apresentadas e de apoiar na resolução dos desafios encontrados.
 
A SEMANA:  Que medidas foram tomadas pela SESMG para Caratinga e região, durante o surto de Febre Amarela Silvestre que atingiu a região no início deste ano?
 
SÁVIO:  O Governo do Estado realizou no dia 13 de janeiro, em Caratinga, o seminário “Minas Gerais contra a Febre Amarela” para conscientizar a população sobre os riscos, prevenção e imunização contra a doença. Desde o dia da notificação do primeiro caso em Minas, na primeira semana de janeiro, os técnicos do Estado mantiveram contato a todo o tempo sobre a situação. Na Cidade Administrativa, sede do governo do Estado, foi criada uma sala de situação, com o objetivo de monitorar as ações administrativas e favorecer o uso de informações para a tomada de decisões, além de contribuir para a transparência acerca das ações desenvolvidas na área da saúde, em regiões com incidência da doença. O governador Fernando Pimentel esteve durante todo o tempo acompanhando essas ações e dando todo o apoio aos municípios atingidos. Os agentes fizeram monitoramento na região, intensificando a vacinação, que é a única forma de tratamento possível, e controle do vetor nas áreas rural e urbana. O Governo desencadeou uma série de ações tanto para conter o surto, quanto para atender aos pacientes de febre amarela. Disponibilizou equipes de médicos para os municípios da área afetada para apoiar a organização da rede assistencial. Contratou um adicional de leitos clínicos para essas regiões e liberou leitos de retaguarda no Hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte. A SES-MG liberou repasses de recursos financeiros para Caratinga visando à disponibilização de leitos para casos de suspeitas de febre amarela hemorrágica. Foram disponibilizadas, só no mês de janeiro, para a Regional de Saúde de Coronel Fabriciano, mais de 630 mil doses da vacina. Só para Caratinga, no mesmo período, foram cerca de 80 mil doses. Além disso, em parceria com a Assembleia Legislativa de Minas Gerais, sob a presidência do deputado Adalclever Lopes, foram disponibilizados 99 mil cartazes e 480 mil cartilhas para ações de mobilização nas áreas prioritárias, incluindo Caratinga.

FALE CONOSCO
grupoasemana@gmail.com
333322-1212
RUA JOAO DA SILVA ARAUJO, Nº 8 - SL304
CENTRO | CARATINGA-MG


Copyright JORNAL A SEMANA - © 2017 - Todos os direitos reservados.