tv semana grupo semana
     

PUBLICIDADE

Notícias
Prefeitura pretende desassorear Rio São João
Data publicação 13/11/2017
Com atraso, a prefeitura de Caratinga estará contratando empresa para realizar o serviço de desassoreamento do Rio São João, visando minimizar o risco de transbordamento dos canais construídos pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), no caso de ocorrência de chuvas mais intensas durante os próximos meses. Neste ano, há mais de seis meses o jornal A Semana já alertava as autoridades do município sobre o problema.
 
Somente no dia 1º de novembro, já em pleno período chuvoso, o prefeito Welington Moreira de Oliveira, o Dr. Welington, publicou o Decreto 376, através do qual a Prefeitura de Caratinga estará contratando uma empresa para a realização dos serviços de desassoreamento e dragagem de trecho do Rio São João.
 
Vale lembrar que o decreto estabelece a obra como de utilidade pública e de caráter “emergencial”, dando direito ao governo municipal de contratar a empresa sem a realização do processo de licitação. Se o atual governo tivesse atentado para o alerta feito pelo jornal a Semana, haveria tempo hábil para realizar a obra após a devida licitação, instrumento legal para que os órgãos públicos possam contratar serviços e adquirir produtos pelo preço mais baixo.
 
Alertas
Na verdade, ainda durante a construção dos canais pela Copasa, o jornal A Semana havia alertado quanto aos riscos de possíveis transbordamentos, pelo fato dos canais terem largura inferior à calha natural dos cursos d’água. O temor do jornal se confirmou, quando o excesso de água proveniente de fortes chuvas ocasionou o transbordamento dos canais, fazendo com que várias casas fossem invadidas por água e lama, causando muitos transtornos e prejuízos financeiros aos moradores.
 
Somente neste ano, o jornal A Semana alertou às autoridades do município de Caratinga quanto aos riscos de as famílias que residem às margens ou em regiões próximas ao Rio São João e aos córregos Sales e Santa Cruz virem a ter suas residências invadidas por barro e água provenientes de prováveis transbordamentos durante chuvas mais constantes e intensas.
 
Em 30 de abril, seis meses antes do prefeito Dr. Welington assinar o Decreto 376, na coluna Zé Caratinga, A Semana fazia o primeiro alerta neste ano sobre o problema, fato que se repetiu nas edições de 24 de junho e de 1º de outubro, quando foi publicada matéria completa, com o título “O Perigo das Águas”, segundo destaque da capa daquela edição. Ainda em outubro, na edição do dia 17, o risco de transbordamentos ganhou mais uma vez espaço na coluna Zé Caratinga.
 
Interessante ver que as alegações apresentadas por Dr. Welington para justificar a edição do decreto são os mesmos argumentos usados, desde abril pelo jornal A Semana, como o assoreamento do Rio São João; o risco do transbordamento atingir “ruas, residências e outras edificações” e a necessidade de eliminação de ambiente propício à proliferação do mosquito Aedes Aegypti.
 
No entanto, a realização da pretendida obra no Rio São João não evitará o transbordamento, apenas minimizará parcialmente os riscos de sua ocorrência, pois, o estrangulamento da vazão provocado pela construção dos canais gera a situação. Além disso, o Córrego Santa Cruz também se encontra assoreado e o, de acordo com o texto do decreto, ele não será contemplado com o serviço de desassoreamento e dragagem.

FALE CONOSCO
grupoasemana@gmail.com
333322-1212
RUA JOAO DA SILVA ARAUJO, Nº 8 - SL304
CENTRO | CARATINGA-MG


Copyright JORNAL A SEMANA - © 2017 - Todos os direitos reservados.