tv semana grupo semana
     

PUBLICIDADE

Notícias
Entrevista: Adalclever mostra o que fez para Caratinga
Data publicação 06/11/2017
Em entrevista exclusiva concedida ao jornal A Semana, o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Adalclever Lopes, apresenta um relatório de suas iniciativas que beneficiaram o município de Caratinga, no atual mandato, entre as quais medidas voltadas aos setores de Saúde, Segurança Pública, Educação e o abastecimento de água. O parlamentar fala, também, sobre como será a sua participação nas Eleições 2018. 
 
A Semana: Um dos questionamentos que os eleitores de Caratinga mais têm feito com relação ao senhor é quanto à sua ausência no município, a partir de sua ascensão à presidência da Assembleia Legislativa.
 
Adalclever: Realmente, após assumir a presidência do legislativo Mineiro, minhas visitas a Caratinga e região foram reduzidas em comparação aos outros mandatos. Vale lembrar que, até então, eu podia me dedicar exclusivamente ao meu mandato, estando mais presente nos meus redutos eleitorais e, hoje, enquanto presidente da Assembleia, eu preciso me preocupar, também, com os mandatos dos demais deputados, estar acompanhando os trabalhos das diversas comissões da Casa e dar atenção a todas as regiões do Estado. No entanto, é importante frisar que, embora ausente fisicamente, em momento algum eu deixei de estar preocupado com Caratinga e demais municípios da região, sempre bem informado sobre os seus problemas. Tanto assim que usando o prestígio que a função que exerço, neste momento, me oferecem, conseguimos atenção especial do Governo do Estado para as principais questões da população de Caratinga e, mesmo diante à crise financeira pela qual passa Minas Gerais, conseguimos a liberação de recursos.
 
A Semana: O senhor poderia dar exemplos de ações do seu mandato que privilegiaram Caratinga e região?
 
Adalclever: Sim!... Uma delas foi a construção da nova sede do Fórum da Comarca de Caratinga. Para quem não sabe, Caratinga foi a primeira cidade do Estado a ser beneficiada com a liberação de recursos do Fundo Especial do Poder Judiciário do Estado de Minas Gerais. Após a Assembleia Legislativa aprovar a lei de criação do Fundo Especial, pelo qual lutamos, solicitei uma audiência com o então presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Joaquim Herculano, visando garantir que Caratinga fosse a primeira cidade a ser beneficiada. Ele atendeu ao nosso pedido, reconhecendo o empenho que tivemos para a aprovação da matéria, e o Tribunal de Justiça disponibilizou R$ 21,5 milhões para a construção da nova sede do Fórum da Comarca de Caratinga, antiga reivindicação dos juízes e serventuários do Poder Judiciário.
 
 
 
 
A Semana: O senhor participou, ainda, na criação do Batalhão de Polícia?
 
Adalclever: Do Batalhão e também do Corpo de Bombeiros. A transformação da 22ª Companhia no 62º Batalhão de Polícia Militar de Caratinga foi um pedido nosso ao Comandante Geral da Polícia Militar, coronel Marco Antônio Bianchini. Também conseguimos junto ao Governo do Estado, a liberação de quase R$ 1,8 milhão para as obras de adaptação do prédio do antigo Colégio Polivalente, que passará a ser a sede definitiva do 62º Batalhão. Também conseguimos, neste ano, o envio de duas viaturas e duas motocicletas para melhorar o trabalho da Polícia Militar na região, investimento de aproximadamente R$ 200 mil. Da mesma forma, diante da crise financeira que resultou na extinção do Corpo de Bombeiros Voluntários de Caratinga, nós nos empenhamos para que o município recebesse a instalação do 6º Pelotão do Corpo de Bombeiros Militar, que tem prestado relevantes serviços ao município e região. Também fizemos a doação de uma viatura cela furgão para o Presídio de Caratinga.
 
A Semana: A Saúde Pública em Caratinga vive o pior momento de sua história, ao ponto do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora (HNSA) permanecer fechado por quase 20 dias e atualmente estar funcionando apenas parcialmente. Quais iniciativas o senhor tomou em favor do hospital?
 
Adalclever: É preciso lembrar que, desde o meu primeiro mandato, sempre me preocupei na liberação de recursos para o hospital de Caratinga, seja através de destinação de recursos, através de emendas orçamentárias ou inclusão da instituição em programas do governo. Agora, neste momento de crise extrema enfrentada pela instituição, intensifiquei meu empenho em encontrar mecanismos para minimizar os problemas. Neste sentido, em 2015, conseguimos a liberação de R$ 1,5 milhão, sendo R$ 1 milhão para custeio e R$ 500 mil para compra de equipamentos. No segundo semestre do ano passado, conseguimos a liberação junto à Secretaria de Estado de Saúde de R$ 3,5 milhões, para reforço dos atendimentos de urgência e aquisição de medicamentos. É importante esclarecer que a destinação desse recurso só foi possível porque o deputado Sávio Souza Cruz, atual secretário de Estado da Saúde, atendeu o nosso pedido. Em todo o Estado, somente o hospital de Caratinga conseguiu esse recurso. Vale destacar, ainda, que no início deste ano, quando Caratinga e outros municípios da região enfrentaram um surto de febre amarela, através de nosso empenho junto à Secretaria de Estado da Saúde, foi montada uma verdadeira operação de guerra, possibilitando a vacinação de toda a população.
 
A Semana: Atualmente, o HNSA está funcionando apenas parcialmente. Existe alguma iniciativa para que ele volte a funcionar de forma plena?
 
Adalclever: No momento, estamos empenhados para que isso venha a acontecer, o mais rápido possível. Na tarde do dia 27 de outubro, por nossa iniciativa, aconteceu uma reunião, na Cidade Administrativa, com as presenças do secretário de Estado de Saúde, Sávio Souza Cruz; do secretário adjunto de Saúde, Nauton Sebastião Moreira; do subsecretário de Assuntos Municipais, Marco Antônio Viana Leite; do presidente da CAO-Saúde, Dr. Gilmar de Assis; as superintendente regional de Saúde, Drª Déborah Cabral; do bispo da Diocese de Caratinga, dom Emanuel Messias; da diretora interventora do hospital de Caratinga, Drª Flávia Eugênia; prefeitos e secretários de Saúde da microrregião de Caratinga e representantes do Conselho de Secretários Municipais de Saúde. Neste encontro foram tomadas várias decisões que, acreditamos, possibilitem que o hospital volte a funcionar de forma plena, inclusive com as UTIs Adulto e Neonatal.
 
A Semana: Nos seus mandatos anteriores, o senhor conseguiu a liberação de recursos para algumas instituições assistenciais de Caratinga, como o Lar dos Idosos Monsenhor Rocha, a Asadom e o Moviso. No atual mandato o apoio às entidades do município também ocorreram?
 
Adalclever: O apoio às entidades assistenciais continuam acontecendo no atual mandato. Nele nós conseguimos a liberação de R$ 25 mil, para compra de equipamentos, e a doação de uma mini van, no valor de R$ 71 mil, para a Apae; fizemos a doação de outra mini van para a Associação Mãe Admirável e conseguimos a liberação de R$ 200 mil para as obras de ampliação do Lar dos Idosos Monsenhor Rocha.
 
A Semana: Quais foram as suas iniciativas voltadas ao setor de Educação em Caratinga?
 
Adalclever: Através de indicação nossa junto ao Governo do Estado, conseguimos a liberação de recursos da ordem de R$ 717 mil para compra de mobiliário e equipamentos, beneficiando 24 escolas estaduais da rede pública, na sede do município e nos distritos rurais. Além disso, conseguimos a liberação, junto ao Governo, de quase R$ 3 milhões, para a realização de obras de reforma e ampliação em seis escolas. Deste total, foram destinados R$ 596.682,24 para a Escola José Ferreira Mendes, R$ 354.986,77 para a Escola Adélia Nóbrega da Mota; R$ 135.065,50 para a escola de Santa Efigênia; R$ 8.290,00 para a Escola Antônio Penna Sobrinho; R$ 306.847,46 para a Escola Dr. José Augusto e R$ 1.591.070,39 para a construção da Escola Menino Jesus de Praga. Todos esses valores já devidamente pagos. Nós ainda conseguimos a doação de 154 computadores, 19 impressoras e 19 projetores, para as escolas Isabel Vieira, Coronel Florentino Miranda Costa, Agenor Ludgero Alves, Manoel Cordeiro Lúcio, Mary Lucca Chagas, Juarez Canuto de Souza, Professora Maria Fontes, Venceslau José da Silva, Maria Alves da Silveira, Professor Joaquim Nunes, João Moreira Franco, Sudário Alves Pereira, Menino Jesus de Praga, Feliciano Miguel Abdala, Antônio Pena Sobrinho, Sinfrônio Fernandes, Maria Júlia de Mattos, Maurílio Senra e Princesa Isabel. Todos esses equipamentos já foram entregues às escolas.
 
A Semana: Caratinga é um município com vocação agropecuária. Este setor ficou esquecido?
 
Adalclever: De forma alguma!... Por nossa iniciativa, o município de Caratinga recebeu oito tratores, oito grades aradoras, uma colheitadeira de folhagens, uma ensiladeira, uma carreta agrícola com capacidade para cinco toneladas, um distribuidor de esterco, um distribuidor de calcário e um sulcador e 21 mata-burros. Outra importante conquista foi a doação de um caminhão isotérmico para transporte de alimentos, que aconteceu em  maio deste ano.
 
A Semana: E a atuação da Copasa em Caratinga?... O senhor era contra a cobrança da Taxa de Esgoto. E agora? 
 
Adalclever: Era, não!... Eu ainda sou contra a cobrança da Taxa de Esgoto!... Tanto assim que encabeço uma ação judicial contra a cobrança, que foi resultado de uma campanha promovida pelo jornal A Semana e da qual fomos parceiros, inclusive ajudando a financiá-la. Ocorre que, neste momento, as obras do sistema de tratamento de esgoto de Caratinga já estão em estágio bastante avançado, muito perto de serem concluídas. Nós temos intercedido junto à concessionária para que a implantação do sistema seja concluída o mais rápido possível, o que irá despoluir o Rio Caratinga e seus afluentes, proporcionando melhor qualidade de vida para a população.
 
A Semana: Além do esgoto, a população de Caratinga tem convivido com a crise no abastecimento de água.
 
Adalclever: Eu tenho me mantido atento a este problema e acompanhado de perto a iniciativa proposta pela Copasa da montagem de um sistema de captação de água no Rio Preto, visando suprir a carência de sua unidade instalada no Córrego do Lage. Nós já conseguimos, junto ao governador Fernando Pimentel a liberação de R$ mais de 5,1 milhões para a realização da obra. Todo o material e equipamentos necessários para o início da obra já está em Caratinga, aguardando apenas os trâmites do processo, que passa por uma audiência pública em Piedade de Caratinga, quando os técnicos e engenheiros da Copasa estarão apresentando o projeto e tranquilizando a população e as autoridades do município, entre as quais o prefeito Edinilson Lopes, de que a obra não irá trazer nenhum prejuízo ao abastecimento de água para os consumidores.
 
A Semana: Existem comentários divergentes circulando pelos bastidores políticos de Caratinga quanto à sua participação nas eleições do próximo ano. Alguns falam na possibilidade de sua candidatura a deputado federal, outros levantam a hipótese de sua candidatura ao Senado e também se comenta sobre uma nova eleição a deputado estadual. Qual será o seu caminho nas Eleições 2018?
 
Adalclever: Quem acompanha a minha trajetória política sabe que eu sou um homem fiel ao partido, ao grupo político do qual faço parte. Assim sendo, neste momento, torna-se muito difícil afirmar que eu serei candidato a este ou àquele cargo. Na verdade, fica difícil até mesmo afirmar que eu disputarei as eleições do próximo ano. Quem milita na política sabe que existem os mais variados fatores para se definir e consolidar uma candidatura, partindo das questões de cunho pessoal e familiar, passando pelo momento político e indo de encontro aos interesses do partido ou do grupo político. A minha intenção, como político que sou, é participar do processo eleitoral, principalmente pela importância dessas eleições, em decorrência do momento de crise e turbulência pelo qual passa o País. O Brasil precisa retornar ao caminho do desenvolvimento e desejo contribuir nesta procura de soluções. No entanto, hoje, fica difícil afirmar qual será o meu papel no processo eleitoral do próximo ano. Tenho ouvido muitas pessoas, muitos amigos, figuras de destaque na política, e continuarei colhendo essas opiniões e sugestões. Mas, a decisão ainda está longe de ser tomada. No momento certo, juntamente com meus companheiros, ouvindo a orientação do partido, definiremos o caminho a ser seguido. Seja qual for a decisão, com toda a certeza, ela será a melhor para o partido, para Minas Gerais e para o Brasil.

FALE CONOSCO
grupoasemana@gmail.com
333322-1212
RUA JOAO DA SILVA ARAUJO, Nº 8 - SL304
CENTRO | CARATINGA-MG


Copyright JORNAL A SEMANA - © 2017 - Todos os direitos reservados.