tv semana grupo semana
     

PUBLICIDADE

Notícias
Caratinga se prepara para festival de Paraquedistas
Data publicação 02/10/2017
A praticamente um ano das próximas eleições, Caratinga começa a receber as visitas dos deputados votados por aqui, se prevendo também o início da já tradicional temporada de invasão dos “paraquedistas”, como são chamados os deputados e candidatos que só aparecem na região em ano eleitoral, em busca dos votos do eleitorado local. Já se nota a movimentação das lideranças políticas, no sentido de definir os candidatos para os quais estarão trabalhando, independente de terem ou não envolvimento com o município, prática que tem se mostrado nociva ao desenvolvimento de Caratinga e região.
 
Prevendo o pouso dos paraquedistas e temendo perder espaço e votos, o deputado federal Mauro Lopes, que passou um bom período sem aparecer em Caratinga, nas últimas semanas, esteve visitando a região e participando de eventos, como a Feira de Negócios Agropecuários da Sicoob  Credcooper (Fenasc) e a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).
 
Embora o eleitorado de Caratinga, no curso da história, sempre tenha contribuído para a eleição de vários deputados estaduais e federais, esse procedimento em praticamente nada tem contribuído para o desenvolvimento econômico do município, na medida em que não tem recebido dos eleitos os benefícios prometidos por eles durante as campanhas eleitorais.
 
Pulverização
Essa “pulverização” normalmente ocorrida com os votos dos eleitores locais apresentou um índice elevadíssimo nas eleições de 2018. Naquele pleito, todos os 53 deputados federais eleitos por Minas Gerais foram votados em Caratinga. Já nas eleições para deputados estaduais, dos 77 candidatos eleitos, 68 receberam votos em Caratinga.
 
Dos 53 deputados federais mineiros, 11 obtiveram mais de 400 votos dos eleitores de Caratinga. São eles: Mauro Lopes (12.657 votos), Misael Varella (8.598), Leonardo Monteiro (2.042), Marcus Pestana (970), Renzo Braz (791), Paulo Abi-Ackel (711), Leonardo Quintão (709), Sub- Tenente Gonzaga (556), Luis Tibé (528), Brunny Gomes (492) e Mário Heringer (415).
 
Destes, somente Mauro Lopes visitou a cidade no atual mandato e, mesmo assim, sua atuação em favor de Caratinga esteve muito distante de outras legislaturas e do pouco volume de recursos destinados ao município, a maior parte não foi disponibilizada.
 
Os demais deputados sequer retornaram à Caratinga, não se tendo sido anunciada qualquer liberação de recursos para o município. Se isso aconteceu, o valor foi muito pequeno e não gerou qualquer impacto.
Dos 68 deputados estaduais votados em Caratinga, 13 alcançaram mais de 360 votos. São eles: Adalclever Lopes (10.382 votos), Dr. Wilson Batista (2.202), Gustavo Valadares (1.486), André Quintão (1.218), Durval Ângelo (984), Pastor Vanderlei Miranda (756), Rosangela Reis (738), Fred Costa (704), Neilando Pimenta (606), Missionário Márcio Santiago (425), Celinho do Sinttrocel (395), Cabo Júlio (379) e Sargento Rodrigues (369).
 
Com exceção à construção da nova sede do Fórum da Comarca de Caratinga, a instalação do Pelotão do Corpo de Bombeiros Militar e a transformação da antiga 22ª Companhia no 62º Batalhão de Polícia Militar, benefícios obtidos por iniciativa do deputado Adalclever Lopes, os demais deputados praticamente nada fizeram por Caratinga. A maioria sequer voltou à cidade.
Quem prometeu destinação de emendas parlamentares não conseguiram a liberação do recurso junto ao Governo do Estado, mesmo se tratando de quantias irrisórias para um município com mais de 92 mil habitantes.
 
Nos últimos meses, através de seus cabos eleitorais, alguns deputados têm anunciado a inclusão de emendas no orçamento do Estado e da União, assim como doação de ambulâncias. A bem da verdade, a inclusão de emenda parlamentar não significa a liberação do recurso, haja vista que emendas apresentadas nos anos anteriores, até hoje, não foram disponibilizadas à Prefeitura de Caratinga. Isso sem falar que a inclusão dessas emendas um ano antes das eleições mostram claramente seu caráter eleitoreiro.
 
Por outro lado, os veículos e ambulâncias anunciados pelos deputados têm sido entregues pelo Governo do Estado que, em uma jogada política, permite que os deputados apareçam como se eles estivessem sendo os “doadores”. Vale a pena ressaltar que se a entrega de duas ambulâncias representa importante para os pequenos municípios, torna-se quase nada para um município que mantem 100 veículos alugados a cada mês, como é o caso de Caratinga.
 
Cabos eleitorais
No atual momento, vários vereadores e lideranças políticas e comunitárias de Caratinga têm se mobilizado na apresentação à população local, através de certos órgãos de imprensa e das redes sociais, os deputados e candidatos a deputados para os quais já estão trabalhando e pedindo votos para o próximo pleito.
 
Tal atitude, com certeza, trará muitos benefícios, principalmente financeiros, a esses cabos eleitorais. Porém, em nada beneficiará Caratinga, pois, como sempre aconteceu e acontece atualmente, uma vez eleitos, nada farão de importante para o município, que perderá força política pela desunião e pelo enfraquecimento de sua liderança.
 

FALE CONOSCO
grupoasemana@gmail.com
333322-1212
RUA JOAO DA SILVA ARAUJO, Nº 8 - SL304
CENTRO | CARATINGA-MG


Copyright JORNAL A SEMANA - © 2017 - Todos os direitos reservados.