tv semana grupo semana
     

PUBLICIDADE

Notícias
Prefeito pagou salários atrasados deixados pelo governo passado
Data publicação 12/05/2017
Na quarta-feira, 10, confirmando o que havia sido anunciado no dia anterior pelo prefeito Welington Moreira de Oliveira, o Dr. Welington, a Prefeitura de Caratinga efetuou o pagamento das rescisões e salários referentes ao mês de dezembro de 2016 dos funcionários contratados e comissionados que trabalharam no governo do ex-prefeito Marco Antônio Junqueira.
 
Como esclareceu Dr. Welington, durante a coletiva realizada na manhã do dia 09, na sede da Prefeitura de Caratinga, o pagamento desses funcionários era para ter sido efetuado pelo governo passado que sequer havia pagado os salários dos funcionários efetivos e tampouco havia deixado recursos em caixa para o cumprimento da dívida.
 
Na quarta feira foram pagos os salários e rescisões de 731 funcionários contrata-dos e 36 comissionados, que somaram aproximadamente R$ 2 milhões e, segundo Dr. Welington em momento algum ele pensou em não quitar o débito com os funcionários contratados e comissionados do governo anterior. No entanto, ele faz questão de ressaltar o prejuízo causado à população pela dívida herdada por sua gestão. “É óbvio que se nós não tivéssemos a necessidade de estar fazendo o pagamento destes salários de dezembro, que era responsabilidade da gestão anterior, essa quantia de aproximadamente R$ 4 milhões, disponibilizada para o pa-gamento dos salários atrasados dos efetivos, dos comissionados e dos contratados, estaria sendo utilizada para realizar as obras que a cidade tanto precisa”.
 
Corte de gratificações
O prefeito também se pronunciou sobre o corte de gratificações feitas nos salários de agentes de saúde, conforme a Portaria 048/2017, publicada no Diário Oficial Eletrônico no dia 04 deste mês.
 
De acordo com ele, durante o governo passado, a própria categoria ajuizou uma ação na Justiça Federal, em Manhuaçu, pleiteando o recebimento do piso nacio-nal da categoria. Ainda no ano passado, a Prefeitura de Caratinga foi notificada a pagar o piso nacional dos agentes de saúde, estipulado em R$ 1.014,00, porém, a determinação da Justiça não foi cumprida pela gestão anterior. Recentemente, a Justiça Federal voltou a notificar a Prefeitura, exigindo que a decisão judicial fosse cumprida. Diante disso, o governo municipal foi obrigado a passar a pagar o piso nacional dos agentes de saúde e, assim sendo, a gratificação da categoria precisou ser cortada.
 
No entanto, como afirmou o prefeito, foi criada uma comissão para avaliar individualmente a situação dos funcionários que recebiam gratificação para ver quem merece ou não merece receber gratificação. “Anteriormente, a gratificação era paga sem nenhum critério. Durante a reforma administrativa que nós estamos propondo a fazer e com a valorização do servidor público, a gratificação retornará para aquele servidor que realmente esteja produzindo para o Município”. Ele esclarece que a reforma administrativa é necessária para que a Prefeitura de Caratinga esteja em melhores condições financeiras para enfrentar os meses de junho a setembro, quando normalmente ocorre uma queda na arrecadação do município.
 
Segundo Dr. Welington, é sua intenção fazer o pagamento dos salários de todos os funcionários da Prefeitura de Caratinga até o último dia de cada mês ou no primeiro dia do mês subsequente.
Justificando o atraso ocorrido no início de algumas obras de infraestrutura, como foi o caso da Operação Tapa-Buracos, o prefeito esclareceu que a Prefeitura não teve condições financeiras, devido aos problemas herdados da gestão passada, entre os quais, a não quitação da Folha de Pagamento de dezembro do ano passado.

FALE CONOSCO
grupoasemana@gmail.com
333322-1212
RUA JOAO DA SILVA ARAUJO, Nº 8 - SL304
CENTRO | CARATINGA-MG


Copyright JORNAL A SEMANA - © 2017 - Todos os direitos reservados.