tv semana grupo semana
     

PUBLICIDADE

Colunista - Zé caratinga
08 de Agosto
Data publicação 08/08/2016

Fim do prazo
Na sexta-feira, 05, se encerrou o prazo para os partidos realizarem as convenções para a escolha de seus candidatos a prefeito e vereador nas eleições municipais deste ano. Agora, os partidos e coligações têm até o dia 15 para fazer o registro das candidaturas. Então, a partir do dia 16 deste mês se inicia o prazo legal para as campanhas eleitorais.

Fogo
Segundo os boatos que correm pela cidade, a campanha eleitoral deste ano, em Caratinga, irá pegar fogo, recheada de ataques pessoais dos grupos políticos aos candidatos adversários. Já se fala em divulgação de dossiês, panfletos, cartas anônimas e tudo o mais. Porém, o mais importante mesmo, que seriam as propostas e os programas de governos, até agora, nada se falou, além dos tradicionais e surrados discursos de investimentos em Saúde, Educação, Segurança, obras de infraestrutura, transparência, etc., etc. e etc.

E a crise?
Nunca se falou tanto, no Brasil, que a União está quebrada, que os estados estão falidos e as prefeituras não têm dinheiro para fazer qualquer investimento em melhorias para a população. Ué?... Então, parece que Caratinga é a única exceção  em todo o País, pois, nos últimos 35 anos, nunca tivemos tantos candidatos a prefeito assim, como agora. Se não existe dinheiro para nada, o que eles pretendem fazer, caso sejam eleitos?

Maratona
Os candidatos a prefeito de Caratinga podem ir se preparando para enfrentar uma verdadeira maratona, durante esta campanha eleitoral. Se não bastassem as dificuldades para se conseguir recursos financeiros para financiar suas candidaturas, eles ainda terão um prazo muito curto para conseguir conquistar a simpatia do desmotivado e revoltado eleitor. Certamente, as 24 horas do dia serão muito poucas e os candidatos precisarão ser verdadeiros mestres do convencimento. Haja saliva e criatividade!

Cenário Político
Em Caratinga, com o atual cenário político apresentando ao eleitorado um recorde em candidatos a prefeito, a pergunta que mais se ouve nas rodinhas de bate-papo, pelos quatro cantos da cidade, é a seguinte: “Qual dos candidatos será o maior beneficiado com tantos candidatos assim?”... Este Zé, mesmo não sendo especialista nesta área, entende que o excesso de candidatos beneficia o prefeito Marco Antônio, em sua luta pela reeleição.

Cenário Político II
Para quem duvida de que as chances do prefeito Marco Antônio crescem diante do cenário atual, é bom lembrar que, em 2000, com todo o desgaste sofrido, com salários dos servidores atrasados e a cidade com lixo espalhado por todos os lugares, o ex-prefeito José de Assis conseguiu quase 14 mil votos, enfrentando Ernani, Dr. Eduardo e um caminhão de partidos políticos. Portanto...

Mauro Lopes
O deputado federal Mauro Lopes bancou a indicação de Odiel de Souza como candidato a prefeito de Caratinga. O mesmo não aconteceu por parte de seu filho, o deputado estadual Adalclever Lopes que, além de não dar as caras por aqui, tem se mantido distante da disputa eleitoral em nossa cidade. Será que os dois farão como nas eleições de 2008, quando um ficou no palanque de Marco Antônio e o outro no palanque de João Bosco?

Mauro Lopes II
Um deputado estadual bastante influente disse ao nosso diretor Carlos Carraro que o deputado Mauro Lopes não tem a intenção de se aposentar ao final do atual mandato, como muitas pessoas andam dizendo por aí. Segundo o deputado, a pretensão de Mauro Lopes é, em 2018, concorrer novamente a uma cadeira na Câmara dos Deputados. Hum... E aí?... Como fica a intenção do seu filho, Adalclever Lopes, em disputar a eleição para deputado federal, ao final do atual mandato?

Adalclever Lopes
Com a disposição de Mauro Lopes em tentar mais um mandato na Câmara dos Deputados em 2018, pelo jeito, Adalclever Lopes deverá deixar Caratinga de lado e buscar formar um novo reduto eleitoral em outra região do Estado. A não ser que, ao invés de se candidatar a deputado federal, ele venha como candidato a vice-governador na chapa do seu grande amigo Fernando Pimentel.

 

 

Caixa 2
O rigor estabelecido pela Justiça Eleitoral, para as eleições deste ano, está deixando os coordenadores de campanha dos prefeitos sem dormir. Se não bastassem as dificuldades impostas para a obtenção de dinheiro, existe a obrigação de se prestar contas a casa 72 horas. Tudo indica que, todo esse rigor, ao invés de inibir, irá incentivar a costumeira prática do “Caixa 2”.

Santo
Após usar todos os meios possíveis e imagináveis para tentar escapar das mãos do juiz Sérgio Moro e se livrar dos resultados das investigações da Operação Lava Jato, o ex-presidente Lula, que foi transformado em réu por sua tentativa de obstruir a Justiça, decidiu recorrer à Organização das Nações Unidas (ONU). O que é isso, cara-pálida?... O senhor, que se julga o homem mais honesto e de alma mais pura do Brasil, um verdadeiro santo, ao invés de recorrer à ONU, deveria estar recorrendo ao Vaticano!


Mudar de colunista:

FALE CONOSCO
grupoasemana@gmail.com
333322-1212
RUA JOAO DA SILVA ARAUJO, Nº 8 - SL304
CENTRO | CARATINGA-MG


Copyright JORNAL A SEMANA - © 2018 - Todos os direitos reservados.