tv semana grupo semana
     

PUBLICIDADE

Colunista - Edilson
Com licença!
Data publicação 02/04/2017

Eu não me recordo de alguma época em que o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora não se encontrava passando por uma enorme crise financeira... Você se lembra?

Também não me lembro dos nomes de todas as pessoas que passaram pela direção do hospital nos últimos anos. Porém, lembro-me muito bem que todas elas assumiram o “tremendo abacaxi” anunciando uma série de medidas que estariam adotando, todas elas consideradas por eles suficientes para solucionar os problemas financeiros da instituição e, também, ampliar os serviços e melhorar a qualidade do atendimento dispensado pela unidade hospitalar.

Ah!... Recordo, ainda, para nosso pesar, que todos elas falharam e, apesar da inquestionável boa vontade, a “bola de neve financeira” do hospital só aumentou de tamanho, enquanto a diversidade de serviços disponibilizados aos usuários foi gradativamente reduzida e os atendimentos mantidos pioraram muito em sua qualidade.

Eu vou meter o dedo na ferida, doa a quem doer, e falar o que muita gente grande gostaria de dizer e não o faz por falta de coragem em estabelecer uma polêmica com uma instituição tão forte como a Igreja Católica.

O Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, que na verdade muito pouco tem auxiliado, só terá possibilidade de sair da UTI se a Diocese de Caratinga se afastar definitivamente do controle da instituição e permitir que pessoas competentes assumam sua direção e empreguem as medidas cabíveis, possíveis e necessárias para curar este doente crônico.

A Diocese de Caratinga sabe cuidar e cuida muito bem das paróquias e igrejas sob sua jurisdição, bem como de seu corpo de sacerdotes!... Acredito que não esteja faltando recursos para satisfazer às necessidades pessoais e provisões dos padres da Diocese de Caratinga. Aliás, a obrigação da igreja ser responsável pelo sustento dos seus sacerdotes possui base bíblica.

No entanto, como é de conhecimento de todos, se não falta dinheiro para o sustento dos padres, tem faltado recursos financeiros no Hospital de Caratinga para o atendimento dos enfermos que ali buscam tratamento. Lembro que a cobrança aos religiosos quanto à responsabilidade pelo cuidado com os doentes também encontra amparo nas Sagradas Escrituras.

Porém, há alguns anos, o Conselho Nacional da Sociedade de São Vicente de Paulo orientou que a instituição passasse o controle dos hospitais por ela administrados a outras instituições e entidades, reconhecendo sua incapacidade de gestão, na medida em que tais unidades encontravam-se muito perto de fecharem suas portas, como acontece com o hospital de Caratinga.

Entre os hospitais nesta situação estava o antigo Hospital São Vicente de Paulo, de Bom Jesus do Galho, cuja falência era iminente. Porém, três anos após a Sociedade São Vicente de Paulo se afastar de seu controle, passando sua gestão a pessoas capacitadas, o Hospital de Bom Jesus do Galho é, hoje, referência em cirurgia ortopédica para todo o Estado, totalmente livre das enormes dívidas, deficiência de profissionais, atrasos de pagamento de salários, paralisações e da precariedade no atendimento.

Por todas as várias tentativas feitas pela Diocese, visando tirar o Hospital de Caratinga da crise financeira e evitar sua morte por falência múltipla dos órgãos, alguns já paralisados, as quais se mostraram ineficientes, torna-se necessário o reconhecimento da provada e notória incompetência, permitindo que pessoas capazes assumam o controle da instituição, profissionalizando não apenas os serviços prestados, mas, principalmente, sua administração.

Caso não se dê espaço a uma profunda autocrítica e a humildade de reconhecer as próprias deficiências, o que não é um crime ou pecado, em breve, o bispo diocesano voltará a convocar a imprensa local para um novo pronunciamento, quando anunciará o encerramento definitivo das atividades do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.

Vale a pena lembrar que a virtude da persistência não pode ser confundida com o defeito da teimosia e uma retirada estratégica pode demonstrar muito mais coragem que uma heroica derrota.


Mudar de colunista:

FALE CONOSCO
grupoasemana@gmail.com
333322-1212
RUA JOAO DA SILVA ARAUJO, Nº 8 - SL304
CENTRO | CARATINGA-MG


Copyright JORNAL A SEMANA - © 2018 - Todos os direitos reservados.