tv semana grupo semana
     

PUBLICIDADE

Colunista - Edilson
Tentei!
Data publicação 13/06/2015

Há algum tempo eu tenho tentado, de todas as formas possíveis, evitar usar este espaço para criticar o governo petista. Digo “governo petista” e não Governo Dilma, porque o caos agora reinante não é de culpa exclusiva dela, mas é o resultado do absurdo programa de governo e da forma desonesta de conseguir a aprovação de propostas de interesse da Presidência da República, implantados durante os oito anos em que Lula desgovernou este país.

Um dos motivos da minha tentativa em evitar falar sobre o “petismo” é o fato de não terem sido criados novos palavrões e os que ai por aí estão, vagando de boca em boca, são ineficientes e insuficientes para retratar toda a revolta que sinto, diante dos absurdos cometidos em um Brasil que, se não fosse esse câncer instalado nos mais altos escalões do poder desta nação, seria referência em termos de qualidade em Educação e no atendimento público de Saúde, este último, nossa maior mazela.

E o cidadão, principalmente o menos esclarecido e favorecido, é o principal responsável pela situação de vergonha pela qual hoje passa o Brasil, como nunca antes em toda a história deste país, como gosta de afirmar o idiota que nada sabe e nada vê. Afinal, foi o cidadão mais carente quem trocou a possibilidade de um futuro melhor para ele e seus filhos, com Educação, Saúde, Segurança, Habitação e Transporte de qualidade, além de ampla oferta de empregos e salários justos, pela “bolsa esmola”, à qual eu prefiro chamar de “fábrica de vagabundos”.

As críticas que dirijo a Dilma não estão baseadas no fato de achá-la incompetente para ocupar a Presidência da República. Também não é pelo fato dela acreditar que a Zona Franca de Manaus é a capital da Amazônia e que a União Europeia é um país. Nem mesmo por ela ver a figura de um cachorro em todas as vezes que olha para uma criança.

Da mesma forma, minha revolta com Lula não se baseia no fato dele ser um analfabeto, até porque caráter não é uma disciplina do currículo escolar, e não é o grau de instrução que separa o honesto do desonesto. Afinal, como bem disse Machado de Assis, considerado o maior autor brasileiro: “A ocasião não faz o ladrão, faz o roubo!... O ladrão já nasce feito!”.

O que me faz desprezar e criticar a esses dois petistas, assim como a outros, como José Genoíno, José Dirceu e um, muito bem conhecido da população caratinguense, é uma coisa muito praticada neste Brasil: a corrupção.

A bem da verdade, a corrupção não é cria do PT, ela existe no Brasil de longa data e foi muito bem praticada pelos peemedebistas José Sarney e Renan Calheiros, assim como pelos tucanos, que de santo não têm nada.

O PT, repito, não criou a corrupção no Brasil!... O que o Partido (que deveria ser dos trabalhadores) fez foi “aperfeiçoar” a corrupção, instalando-a em todos os setores e segmentos deste país.

Infelizmente eu não encontrei um palavrão adequado para terminar esta crônica!... Mas, tentar, eu tentei!


Mudar de colunista:

FALE CONOSCO
grupoasemana@gmail.com
333322-1212
RUA JOAO DA SILVA ARAUJO, Nº 8 - SL304
CENTRO | CARATINGA-MG


Copyright JORNAL A SEMANA - © 2018 - Todos os direitos reservados.