tv semana grupo semana
     

PUBLICIDADE

Colunista - Edilson
Haja paciência!
Data publicação 18/05/2015
No início do ano, falando em rede de rádio e televisão, a presidente Dilma Roussef, tentou justificar o injustificável, procurou culpados para a crise econômica e as mazelas pelas quais passa o povo brasileiro, pedindo paciência à população para as medidas severamente amargas que o governo (na verdade, desgoverno) estaria tomando.
 
E nessa tentativa, Dilma me convenceu que sempre traz em seu kit de maquiagem um frasco de Óleo de Peroba, usado em várias vezes durante o dia e em porções generosas.
 
De forma patética, Dilma colocou a crise financeira mundial e a “maior seca da história” como as grandes vilãs, responsáveis por tudo de ruim, para não dizer “péssimo”, que já aconteceu e está acontecendo com a população brasileira.
 
Sendo assim, Dilma quer nos fazer acreditar que a crise mundial e a seca foram os motivos para a Petrobras deixar de ser a 8ª maior empresa do Mundo e cair para a 416ª posição no ranking das maiores empresas do Planeta, sendo responsáveis, ainda, pelos rombos registrados nos fundos de pensões dos Correios, da Caixa Econômica e da própria Petrobras.
 
De acordo com Dilma, se não tivessem ocorrido a crise mundial e a seca no Brasil, a operação Lava-Jato não teria existido... E, também, o desvio, oficialmente confirmado, de mais de R$ 6,1 bilhões da Petrobras, em propina, não teria ocorrido!... É isso, dona presidente?
 
Certamente, foi por culpa da crise mundial e da seca que o Tesouro Nacional repassou R$ 414 bilhões para o BNDES financiar a construção de portos, estradas e ferrovias em outros países, como foram os casos do Porto de Mariel e do Aeroporto de Havana, em Cuba; das Hidrelétricas de San Francisco e de Manduriacu, no Equador; da Hidroelétrica de Chaglla e o projeto de abastecimento de água de Lima, no Peru; do Metrô e da Autopista Madden-Colón, no Panamá; do Aqueduto de Chaco e o soterramento do Ferrocarril Sarmiento, na Argentina; das linhas 3 e 4 do Metrô de Caracas e da segunda ponte sobre o rio Orinoco, na Venezuela; da Barragem de Moamba Major, do Aeroporto de Nacala e da BRT de Maputo, em Moçambique; da Hidrelétrica de Tumarín, na Nicarágua e a renovação da rede de gasodutos em Montevideo, capital do Uruguai, além de mais de 3000 outros empréstimos concedidos de 2009 a 2014.
 
Por culpa da crise mundial e da seca, o serviço público de Saúde no Brasil é uma vergonha; a nossa educação ocupa a 60ª colocação; o desemprego cresce a cada dia; os indicadores apontam para uma redução de 1,5% no PIB e uma inflação acima dos 8% e o Brasil deve cair para a condição de 8ª economia do Mundo.
 
Mas, por favor, tenha paciência!... Dilma só quer que nós, cidadãos, ajudemos a consertar toda a lambança, arcando com “míseros” 85% desta conta, onde constam os bilhões e mais bilhões roubados, nesses últimos 12 anos, da Saúde, da Educação, da infraestrutura, do saneamento, da segurança... Benefícios pelos quais você já pagou e, até hoje, não recebeu.


Mudar de colunista:

FALE CONOSCO
grupoasemana@gmail.com
333322-1212
RUA JOAO DA SILVA ARAUJO, Nº 8 - SL304
CENTRO | CARATINGA-MG


Copyright JORNAL A SEMANA - © 2018 - Todos os direitos reservados.